Dia 9: Rudyard Lake

Mais um dia que rogo por sol aqui na Inglaterra. Chuva!chuva!chuva! Frio! E…

…tome chuva!

Mas para alguém que veio de tão longe, que nunca viu “as Inglaterra e tudo as Europa” e que tem um super parceirinho como eu tenho para aproveitar o dia ao máximo, faça CHUVA ou faça CHUVA, vamos botar aquele tênis confortável ou uma galocha, prepare seu casaco à prova d’água (muitos usam aqui na Inglaterra e super baratinho) cata aquela UMBRELLA, que pode estar na sua playlist de caminhada – brigada Rihanna, e bora explorar este lugar da Inglaterra que está no meu coração: Rudyard Lake!

blog28_1

O lago foi construído como um reservatório em 1797 e até o dia de hoje o lago ainda fornece o sistema do canal para o qual foi projetado e continua sendo um reservatório de trabalho ativo.

Ao longo do lago, há uma estrada de ferro de bitola estreita onde os trens traziam jogadores de golfe e paravam numa pequena parada no extremo norte do lago

Meu marido lindo colaborou como modelo nesta e em algumas fotos.

blog28_7.jpg

A estrada de ferro percorre boa parte do lago. Os serviços de trem atualmente são disponibilizados aos turistas com promoções também para a crianças.

Caminhamos por cerca de 8km (haja perna!) onde não sentimos qualquer cansaço uma vez que todos nossos olhos e principalmente pulmões são agraciados em todo o percurso por um verde único, muitos pássaros e esquilos, além da vista do lago em boa parte do caminho.

Gente, o que são essas vaquinhas? Não são a coisa mais fofa:

Há uma série de caminhos públicos ao redor e através de Rudyard conectando-se com o Caminho de Staffordshire – estes são mostrados nos mapas do levantamento de artilharia da área.

Uma curiosidade é também ao redor do lago, há alguns bancos doados pelas pessoas para homenagear seus entes falecidos.

Percorremos também o caminho para o oeste do lago ascende a uma colina suave para Cliffe Park Hall através de um campo (anteriormente um campo de golfe que menciono acima quando ao uso dos trens), após o que desce através de um campo novamente e, em seguida, em um caminho sinalizado em madeira nos levando à Reacliffe, uma pequena floresta.

 

E para minha maior surpresa, encontrei esta casa senhorial FABULOSA!. Ela lembra muito um castelo, mas meu parceirasso e marido me explicou que a construção não é em si um castelo, mas a intenção do empreendimento é fazer parecer um:

Me senti em Downton Abbey, que é uma das locações que mais aguardo.

Há algumas propriedades como casas de lago ao redor de Rudyard Lake e outras dentro da mata que localizei neste percurso:

E fechamos nossa tarde no Hotel Rudyard com um chá – o Earl Grey um dos meus favoritos e este Tartar de maçã com Custard com baunilha bem acentuado:

blog28_20 Mais fotos de Rudyard e outras estão no nosso Instagram

Parte das informações sobre Rudyard Lake: http://www.rudyardlake.com

Diário de bordo, 27 de junho

Digo pro mundo: “estou superando meus limites”

Gente,

segundo dia que estamos na estrada com a Charlotte e quanto à mim, meu segundo dia de adaptação sobre como é dormir na estrada.

Sabe o que me passa na cabeça agora enquanto escrevo estas linhas? Como que os caminhoneiros conseguem dormir num caminhão, muitas vezes na beira de estrada mesmo, muitas vezes sem segurança em volta.

Acho que não poderia haver melhor comparação.

Hoje estamos em Leek, ainda, pois a meteorologia não está me ajudando nem um pouco. Que tal me ajudarem em escrever para a Maju e fazer ela dar um jeito aqui na Inglaterra em mandar um sol daqueles? Pois tá triste demais aqui. Nossa, me descobri mais do que nunca que sou uma pessoa do sol MEEEESMO. Sabe aqueles finais de semana prolongados em São Paulo e tão esperados e mais ainda pela ida à Caraguatatuba ou Ubatuba e quando chega o dia: PÁ!!!! Toma surra de chuva e frio. Essa sol eu, mas agora aqui na Inglaterra.

Mil perguntas passaram e ainda passam na cabeça sobre como é viajar num carro e principalmente dormir nos campings ou se necessário simplesmente parar e ficar ali até o amanhecer?

blog27_5.jpg

blog27_3.jpg

Quando aceitei o convite do meu marido em viajar de carro, busquei muito em vlogs e outros conteúdos para entender como é viver na estrada e isso envolve não somente alimentação, gastos e etc, mas também coisas como tomar banho e principalmente dormir. O dormir não é só ali parar o carro e pronto. Pra muitos que saem viajando é muito tranquilo pelo que vi, mas e para os marinheiros de primeira viagem? Será que é perigoso? Quais os melhores lugares para ficar? E custo para estadia em campings, ainda mais que este tipo de viagem é preciso também economizar.

A primeira noite foi bem complicada pra mim. O Steve é bem tranquilo com essas coisas e aqui na Inglaterra é muito comum para a maioria e muitos vivem assim numa motorhome, parando muitas vezes em qualquer lugar, desde que não esteja estacionando de maneira inconveniente ou proibida.

Paramos em Lancaster e encontramos uma estradinha onde havia umas casas em volta. Um lugar muito bonito por sinal. Achei que seria o terror estar ali, mas lembrando de como são as pessoas daqui e como todos se respeitam bastante, fiquei mais segura. No entanto, o barulho da chuva batendo na lataria e o frio tiraram um pouco meu sono. Mas consegui passar a noite. Acordamos bem cedo e quando pensamos que poderíamos voltar à Blackpool, não parava de chover e então decidimos voltar à Leek e Stoke-on-Trent.

Blackpool é uma cidade na Inglaterra onde é a Las Vegas inglesa. Tem um pier com parque de diversões, cheio de brinquedos e ruas cheias de casas de jogos e entretenimento como música e até a famosa Madame Tousseaud’s.

blog27_6.jpg.jpeg

…e o Steve ganhou aqui pelo placar de 7 x 2. (ai os 7 denovo da derrota da Copa do Mundo).

20170626_182656.jpg

20170626_174833.jpg

O pier!

20170626_174936.jpg

Lembra a Torre Eifel?

Aqui TODO O INGLÊS que vem pra cá deve pedir um fish and chips e comer com a vista do pier

20170626_185021.jpg

20170626_171957.jpg

Ao vir em, Blackpool não deixe de passear À NOITE pelas rua principal pra conferir a iluminação noturna. Tem até campeonato de fogos de artifício!!!

Uma pena mesmo que o clima não ajudou muito onde optamos em não retornar lá para passar a noite e conferir esse momento. Mas esperamos retornar e conferir!!

20170626_173957.jpg

Imagina esta vista com um pôr do sol….

Todas as fotos da nossa ida à Blackpool também estão no nosso Instagram.

… e diga você também para o mundo para o qual veio!

Woodcroft

Digo pro mundo: Já estou com saudades deste lugar.

Além do Booking.com tenha também o Airbnb na manga em suas viagens. Clique aqui para acessar a página e receba hospedagens grátis.

Hoje é o nosso penúltimo dia aqui em Woodcroft e estivemos muitíssimos felizes por ter passado dias tão agradáveis e merece mais parágrafos além de todas as estrelas do mundo.

20170624_191700.jpg

Se estão encantados com esta vista, tem muito mais!

No meu post anterior eu disse que o Steve havia reservado no Booking.com mas NÃÃÃÃÃÃO foi nele. A reserva foi no site do Airbnb. Desculpem a falha desta que vos escreve meus parceiros, mas dêem um descontinho pois cheguei exausta no dia e super empolgada que troquei as informações hahaha.

A casa tem muitos itens de decoração, mas muito mesmo, o que dá um charme e caracteriza demais os ambientes, penso que pelo fato dos proprietários serem veganos, dá aquele toque de casa de interior, um quê de ciganos também. Pra quem gosta de brechós, feirinhas hippies IRÁ PIRAR neste lugar.

20170624_220115.jpg20170624_220108.jpg

Além de ser SUPER ROMÂNTICO para quem está em Lua de Mel como nós estamos.

20170624_191642.jpg

Olha a vista desta área de piscina super agradável.

20170624_191654.jpg

Finalmente o sol apareceu e procurei registrar na real como seria passar aqui num lindo verão

20170624_182911.jpg

Esta é a vista do nosso quarto pra piscina. Vale a pena tirar um tempinho e passear ao redor da propriedade.

20170625_191525

Gêmtchi não estou podendo com esta banheira….

20170625_191556.jpg

Diga também pro mundo que você merece infinitos banhos de sais numa banheira desta.

Tem muito mais fotos no nosso Instagram do dia de hoje, com o nosso passeio de trem em Cheddleton acesse aqui e confira.

Beijinhusssss.

 

 

 

Reciclagem em Leek

Digo pro mundo:

Recicle já e direito!

A Charlotte passou por seu 1o. dia de Beleza Renovada. Hahaha catei essa do programa da Eliana. 

Demos uma limpeza bem caprichada, com direito à bainho no Lava Rápido e aquela faxina interna. E olha que nem é sábado. 

O dia nublado com os 17 graus aqui em Leek e acreditem, sendo o pico do VERÃO, não me desanimou. 

Bom, com toda a tralha que tiramos da Charlotte, não iríamos descartar em qualquer lugar e de qualquer jeito. 

Aqui em Leek há um centro de reciclagem de lixo muito organizado onde de fato os pontos de descarte são RESPEITADOS MESMO e cada tipo de lixo é depositado no contêiner do seu lugar: metais no metal, madeiras na madeira, carpetes no carpete, pneus no pneu e assim vai.

Viram como a área é limpa? Eu amei.

É muito legal ver as pessoas chegando e vindo descartar o lixo ainda mais de forma tão organizada. 

Imagino quem por exemplo trabalhe com restauração, deve achar muito material que deve dar belíssimos resultados.

Estamos montando nossa casinha no Brasil e me inspirei demais neste lugar. Até mesmo pra Charlotte que vai ganhar um toque vintage na decoração interna.

Nos próximos dias vamos mostrar como a Charlotte ficou. Vão até chamar o bombeiro pra ela hahaha.

Todas as fotos da nossa viagem pela Europa estão no nosso Instagram Digo pro Mundo.

E não se esqueça: diga também ao mundo para que veio!!

Bjinhus.

A 1a. experiência num Airbnb

Digo pro Mundo:

“LEEK SUA LINDA”.
Que cidade fofa. Peeense numa cidade tranquila. Estou mais feliz pois é a terra do meu marido que há quase 1 ano não voltava aqui e morrendo de saudade já que tava feito um “bichim” na gaiola enquanto esteve em SP. Pior ainda com o joelho quebrado.

Estamos no Airbnb Woodcroft em Brown Edge. O Steve resvervou no Booking.com e não deixa nem um pouco a desejar.
A Polly, proprietária, uma pessoinha muito do bem. Com seu estilo hippie, montou uma casa muito aconchegante, cheio de artigos vintage como decoração onde o Steve e eu amamos. Peeense que até banheira daquelas antigas temos na nossa suíte que tem ares de um solar.

Nosso quarto:

Reparem não na baguncinha no canto. Sabem como é chegar de horas de viagem 😆

Também a Polly é vegana o que está sendo bem tranquilo pra nós que passamos a reduzir quase que drasticamente proteína animal em nossas refeições. 
Aproveitando, achei uma rede de Cafés orgânico em Londres que vale a pena demais que é a Pret. Saborosíssimo pra quem é vegetariano, vegano ou que tem restrições em alimantação e muito em conta. Gostei mais do que Starbucks sabia?

Aiiiiii tem os dogs da Polly… Muito lindinhos. Há 3 cachorros aqui na casa e são dóceis e cuidam bem daqui. Pois um deles latiu ao me ver no portão. Não quis arriscar e voltar ao Brasil por mordida de cachorro kkkk.

A Polly e o John confiam a chave de casa pra você e pra minha surpresa quando cheguei o portão de casa estava aberto. Bom, aqui nem portões existem nas casas como muitos estão com calvície de saber rsrs.

E não é que eu trouxe chuva pra cá em Brown Edge?. “Tinha que ser o Chaves do Oito”. Só porque “tarra” doida pra catar meu shortim e dar um tchibum na piscina, botar a cara no sol meeeesmo.

Olha a vista. Fala que até você rolaria no chão em desespero por sair do frio de SP pra assar aqui e bem TOP e o frio dar na sua cara aqui no VERÃO EUROPEU:

Passamos o dia no centro de Leek. Delicia de lugar. 

VALE A PENA: Muitas lojinhas de caridade. Se eu fosse editora da Vogue faria um belo editorial com tantas opções. Dá pra garimpar muita coisa entre roupas e até itens de decoração pra casa. Sem dizer do preço que aqui sim é justo de verdade pra brechós. Não o que temos em São Paulo. Precisa explicação?

E claro que esta que vos escreve tinha que levar algo, afinal, quem é devoto de Audrey Hepburn como eu sabe do que estou falando:

Fala se não é um must have?

VALE A PENA PRA ALMOÇAR: Leek Bar & Grill. Localizado numa rua do tipo sem saída e que há também salões de beleza e lojas de decoracão. Um charme:

Mais fotos deste Airbnb e do centro de Leek, estão em nosso Instagram Digo pro Mundo.

Bora dizer ao mundo para que viemos!!!!

Troca da Guarda Real Britânica

Ver a troca da Guarda Real Britânica no Palácio de Buckingham deve estar na NA LISTA DO QUE FAZER em  Londres.

E não é que inexperadamente fomos surpresos de “cara na esquina” com a cavalaria real, a banda E A COMITIVA INCLUINDO A PRÓPRIA RAINHA chegando no Palácio??!!! E claro, a troca da Guarda.

Foi o momento “UI!” do dia.

Curiosidade:

Quer saber se a Rainha está em casa? Observe o mastro sobre o Palácio. Há uma bandeira específica que indica que ela está presente. Não é a bandeira oficial do país, a famosa vermelha, azul e branca que também é pop.

Confira nas fotos INCRÍVEIS que consegui:

Olha a honra de tirar foto com a Polícia Britânica. Foram MUUUUUITO gentis e ainda mantendo a postura de ordem.

Mas infelizmente há muitos que estão neste momento profundamente tristes e desperados. Acabamos de passar em frente da torre de apartamentos do incêndio em Grenfell. Meu amor e profundo respeito por todos eles.

Chegou o dia!!!!

Finalmente estamos viajando pra Europa. O Steve e eu estamos embarcando hoje pra Inglaterra. De lá iniciaremos a nossa aventura. Difícil dizer pelo que estou mais ansiosa. Acho que é mesmo por conhecer a Charlotte, a nossa máquina que será também nosso lar pelos próximos meses.

Foram os 3 meses de EXTREMA expectativa. O Stephen passou por 2 cirurgias no joelho devido ao acidente em casa dias antes do nosso embarque, que seria em Março e outro susto que tivemos e aguardando recuperação. Foram dias em que vivenciei, creio eu, todas as emoções possíveis e inimagináveis. Velando mamãe e o Stephen também. Estou aqui no Aeroporto no portão de embarque e QUE ALEGRIA E PAZ que sinto redigindo este texto. Seja o que você leitor tenha como crença, quando algo ruim acontece na sua vida, saia do barulho à sua volta e ainda que se pergunte ou escancare ” O que se quer de mim com tudo isso que está acontecendo????!!!!” Saiba que tudo há uma razão, um motivo e este será no final sempre para o bem de todos. Como vivenciar maravilhosos dias numa viagem como esta, sabendo que uma das pessoas que você mais ama e os a sua volta precisarão de suporte seja do prático e o emocional. E, há alguém neste Universo que cuida de tudo e nos agracia com milagres e batalha por nós também.

E estou aqui no Portão 321 onde em instantes irei chamar o dono da casa com palmas e ter a permissão pra entrar nessa casa gigantesca.

Dica boua:

Indico o site 123Milhas pra compra de passagens aéreas mais baratas. Passamoa sufoco pra encontrar bilhete barato ainda mais na alta temporada na Europa.

Ouvindo Alok “Hear me Now”wp-1497905308889